Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Notícias

Scalabrinianos celebram hoje 112 anos da memória de seu fundador

Scalabrinianos celebram hoje 112 anos da memória de seu fundador

“Senhor estou pronto, vamos”, foram as últimas palavras de Scalabrini, cuja memória a Igreja recorda neste dia 1º de junho. Após 112 anos de sua morte as questões do seu tempo, enfrentadas por ele a partir de novos métodos, são atuais e desafiadoras: o mundo convive com o maior êxodo humano desde a Segunda Guerra e exige urgentes soluções sociais.    Chamado de homem à frente do seu tempo, o bem-aventurado João Batista Scalabrini, fundador da Congregação dos Missionários Scalabrinianos, morreu no amanhecer de 1º de junho de 1905, domingo da Ascenção, aos 76 anos, em Piacenza, na Itália. Beatificado em novembro de 1997 pelo papa São João Paulo II, que lhe chamou de pai dos migrantes, Scalabrini realizou uma vasta obra social, ao mesmo tempo em que deixou exemplo de uma profunda espiritualidade. “Uma missa é a coroa do culto religioso. Jesus Cristo o centro da vida cristã”, destacava seu amor eucarístico, demonstrado nas muitas horas que passava diante do Santíssimo Sacramento.    Cumpriu seu programa de vida “fazer-se tudo para todos”, com uma vasta atividade social e pastoral. Sacerdote ordenado em 1863, aos 36 anos (1876) foi consagrado bispo de Piacenza. Manifestava seu amor à Maria nas romarias e homilias. Celebrou três sínodos, consagrou 200 igrejas, foi incansável na catequese e na administração dos sacramentos, na assistência aos doentes de cólera, no socorro aos pobres, na defesa da participação dos cristãos na vida pública.     Movido pela “desventura” de milhões de migrantes italianos, Scalabrini abriu campo para o carisma: acolher, integrar, promover e defender as pessoas sujeitas à mobilidade, como enfatizou o Papa Francisco em recente audiência com os scalabrinianos. Impressionado com o desenrolar dramático da migração, com aprovação de Leão XIII, Scalabrini fundou em 28 de novembro de 1887, a congregação os Missionários de São Carlos, para assistência aos migrantes. Em 1889, Scalabrini dá vida a associação do patronato de São Rafael, integrando o trabalho dos leigos ao carisma. O segredo da vida de João Batista Scalabrini estava na sua fé sem limites em Jesus Cristo “a fim de ganhar todos para Cristo”. Vocações O carisma de Scalabrini se renova com o ingresso de jovens na congregação. Neste dia 1º, na paróquia scalabriniana de São José de Vila Nova, em Porto Alegre (RS), ocorre a profissão religiosa de Daniel Alves (brasileiro); Rosalino Gaona (Paraguai); Nefer Rodas (Peru) e do padre Estevão Maurício Athanásio. Também ocorrerá o ingresso ao noviciado dos jovens Marcos Henrique e Ramon Evelho. Já no dia 4 de junho, em São Bernardo do Campo (SP), fazem votos perpétuos Rafael Adriano da Silva, Fernando Medina e Matteo Luison, que serão ordenados diáconos em 2 de julho, na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Vicente de Carvalho, no Guarujá (SP). Romarias Em comemoração aos 112 anos de Scalabrini, ao Dia Nacional do Migrante (25 de junho), ocorrem neste final de semana duas romarias. Neste sábado (3), no Santuário Nacional de Aparecida (SP), o bispo auxiliar de Porto Alegre, dom Adilson Busin (CS), preside a celebração da Romaria da Família Scalabriniana, com missa transmitida pela TV Aparecida, às 18h. Já no domingo (4), em Farroupilha (RS), haverá a terceira edição da Romaria da Família Scalabriniana, no âmbito do sul do Brasil, com peregrinação às 9h30, ao Santuário de Caravaggio. A 32ª Semana do Migrante será de 18 a 25 de junho, com o tema “Migração, biomas e bem viver” e o lema “Uma oportunidade para imaginar novos mundos”.    Roseli Rossi Lara - Rede Scalabriniana de Comunicação 
Secretaria de Estado da Agricultura vai repassar recursos para EXPOCAMPOS

Secretaria de Estado da Agricultura vai repassar recursos para EXPOCAMPOS

O prefeito de Campos Novos, Alexandre Zancanaro, revelou hoje (19), que a Secretaria de Estado de Agricultura vai descentralizar entre R$ 60 e R$ 70 mil, para realização da EXPOCAMPOS.   Segundo Zancanaro a parceria do estado foi definida na terça-feira (19) e será concretizada com intermediação da Agência de Desenvolvimento Regional.   O prefeito disse ainbda garante que a reposição salarial para os cerca de 1,3 mil funcionários municipais, será paga em uma única parcela no mês de abril.  O impacto na folha, segundo Zancanaro, será de R$ 250 mil a mais do total de gastos com o funcionalismo.  A reposição de 7% por cento foi acertada com o Sindicato dos Funcionários Públicos Municioais (Sindicampos) que havia pedido 13% de reposição.  O repasse ainda depende de apeovação da Câmara que vota na quinta-feira (20) a matéria.  Segundo o prefeito, mesmo com o reajuste, a foha não ultrpasasa o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.